• Antecipação de recebíveis: O que é, como funciona e como obter!

    Precisando antecipar seus recebíveis? Temos especialistas que fazem toda a diferença na hora de fazer suas antecipações. Processos simples e as melhores taxas para sua empresa.

    seta formulário
  • Solicite um contato sem compromisso hoje mesmo!

O Conexão Financeira tem parceria de Antecipação de Recebíveis com diversas instituições para  apresentar à sua empresa as melhores soluções. Não importa se seus recebíveis são duplicatas mercantis, notas fiscais, cheques, carnês, boletos, cartões ou outros. Basta sua empresa ter faturamento maior que R$ 100 mil/mês e mais de 2 anos de CNPJ!

A empresa pode recorrer a essa solução de crédito quando é necessário, por exemplo, capital para o fluxo caixa. Dessa forma evita-se que a empresa caia no pagamento de juros excessivos no cheque especial e também nos empréstimos.

A Antecipação de Recebíveis é uma linha de crédito para empresas comerciais, industriais e de serviços, de micro e pequeno porte, que possuam recebíveis garantidos por contratos de compra e venda, de prestação de serviço ou de arrecadação.

Antes de se contratar uma operação de antecipação de recebíveis, é importante saber se ela é realmente necessária.

Quando recorrer à antecipação de recebíveis

Em linhas gerais, o empresário ou gestor financeiro deve recorrer à antecipação de recebíveis quando não possui capital de giro suficiente para manter o dia a dia do negócio. Nesse caso, o capital extra cobre as despesas mais urgentes, evitando que a empresa interrompa a produção e deixe de pagar fornecedores e funcionários.

É comum pequenas empresas fecharem negócios com clientes grandes, que, normalmente, pedem prazos extensos para pagamento. Em situações assim, é possível que o vendedor veja uma oportunidade de lucros. Se esquece no entanto que talvez não tenha uma situação financeira tão tranquila e não vislumbra eventuais dificuldades por não receber imediatamente pelos seus produtos.

A melhor opção, nesse cenário, é traçar um bom planejamento de fluxo de caixa que permita entender quanto dinheiro a empresa precisa para manter tudo em ordem até o recebimento. Assim, o empreendedor tem a certeza se precisa ou não tomar crédito.

Confira mais dicas nesse post!

Como Funciona:

Confira uma visão geral sobre a Antecipação de Recebíveis

O que é uma Antecipação de Recebível?

A antecipação de recebíveis é a operação financeira ideal para empresas que emitem muitas faturas, muitos boletos ou recebem muitos cheques. Através da antecipação, a empresa que realiza vendas a prazo ou opera com prazos longos de pagamento pode contar imediatamente com capital de giro de curto prazo. É dinheiro na hora no caixa da empresa, com taxas muitas vezes mais competitivas que os empréstimos tradicionais para empresas. 

Por que antecipar recebíveis?

Toda empresa busca crescimento, expansão das atividades e fortalecimento no mercado. Um bom controle das finanças da empresa é fundamental para esses objetivos serem alcançados e muitas vezes isso envolve a contratação de crédito junto à instituições financeiras.

Muitas vezes porém é possível fugir das altas taxas de juros dos empréstimos e suprir as demandas de crescimento da empresa com recursos que estão à caminho do caixa. Isso se chama antecipação de recebíveis.

Quais os benefícios da antecipação de recebíveis?

1.     Mais dinheiro em caixa: Antecipar recebíveis é receber antecipadamente contas acertadas para serem pagas à médio ou longo prazo. Dessa maneira, a empresa que antecipa seus recebíveis obtém dinheiro em caixa de maneira “imediata”. É um recurso financeiro já pertence à empresa, mas ainda não estaria disponível se os recebíveis não fossem antecipados.

2.     Antecipando os recebíveis você evita empréstimos e financiamentos: Ao antecipar o recebimento de valores que só chegariam ao caixa da empresa no médio ou longo prazo, a empresa consegue capital para realizar suas operações sem ter que recorrer aos empréstimos e financiamentos. Dessa forma evita-se que o orçamento dos meses seguintes seja comprometido com as parcelas do crédito contratado a serem pagas.

3.     Operações mais ágeis e rápidas: Uma antecipação de recebível é uma operação que envolve uma burocracia bem menor do que a que ocorre, por exemplo, no momento de contratar crédito com um banco. Toda a operação acontece de forma mais ágil e rápida, evitando a perda de tempo e, consequentemente, de oportunidades de negócios.

4.     Inexistência de dívidas: Ao antecipar seus recebíveis, a empresa não está fazendo nada além de receber aquilo que já lhe é de direito. Desse modo, não se caracteriza uma dívida como acontece no caso dos financiamentos e empréstimos bancários e a empresa não tem o compromisso mensal de pagamento. 

Quais os riscos da antecipação de recebíveis?

Deve se prestar antenção em alguns pontos quando a empresa for fazer uma antecipação de recebíveis. O primeiro deles é a taxa de desconto que deve ser menor do que a taxa das outras linhas de crédito que a empresa possuir. Se isso não ocorre, a linha de crédito com taxa menor passa a ser mais atraente.

Outro ponto importante é a projeção do fluxo de caixa. É fundamental saber se o valor que está sendo antecipado fará ou não com que a empresa fique no vermelho no futuro. Entretanto, resolver a situação atual gerando um problema maior nunca será uma boa ideia.

A antecipação de recebíveis não pode passar a ser algo recorrente numa empresa. Se isso ocorre, além de se analisar os motivos da falta de caixa recorrente, vale analisar o montante mensal que está sendo antecipando e buscar uma linha de crédito mais barata (com prazo estendido para pagamento). Como qualquer outra linha de crédito, a antecipação de recebíveis deve se usada de forma planejada, para não se tornar um grande problema para a empresa.

Qual a diferença entre antecipação e empréstimo?

Há uma grande diferença entre essas duas modalidades de contratação de crédito. O empréstimo caracteriza-se pela concessão de um valor à empresa que deve ser devolvido ao credor, normalmente em parcelas mensais, acrescido de juros e taxas, durante um determinado período.

Já a antecipação de recebíveis, possibilita que a empresa comprometa somente o dinheiro que se tem a receber no futuro, de um ou mais clientes, sendo pago de imediato.

Em resumo: No empréstimo a empresa paga por um dinheiro que não lhe pertence e devolve com acréscimo de juros. Na antecipação de recebíveis a empresa trabalha com recebimentos que pertencem a própria empresa, mas só entrariam no caixa no futuro.

Esperamos ter lhe dado uma visão geral sobre a Antecipação de Recebíveis mas, caso você tenha alguma dúvida, fale conosco clicando aqui!

Antecipar um recebível pode ser feito através de três modalidades: Bancos, FIDCs e factorings/securitizadoras.

Os bancos constumam possuir taxas mais competitivas, mas apresentam uma maior burocracia para aprovação das operações.

Os FIDCs têm taxas menores e processo de desembolso mais rápidos, além de efetuar operações isentas de IOF. Por outro lado as taxas não costumam ser tão boas e os montantes mínimos costumam ser elevados.

Já as factorings ou securitizadoras tem taxas mais altas, mas são menos burocrática e atendem uma gama maior de clientes, que por vezes os bancos e FIDCs não atendem.

Após a escolher a instituição que fará as operações, é necessário cadastrar a empresa e aguardar a aprovação para então poder vender os títulos mediante aprovação do cadastro dos clientes. Algumas instituições financeiras trabalham com um período de 24h a 7 dias úteis para a antecipação.

Qual é o valor das taxas cobradas na antecipação de recebíveis?

Há diversas empresas que antecipam recebíveis, e cada uma possui uma particularidade e uma forma de atuação. É importante que a escolha da instituição não seja baseada apenas nas taxas mas também nos prazos, burocracias, solidez do fornecedor, etc. 

Algumas instituições citam apenas a taxa percentual de desconto de cada título, já outras cobram uma tarifa fixa a cada título descontado, tarifa de transação, tarifa de antecipação, tarifa de abertura de crédito e taxa de IOF. Com isso, é possível que uma taxa de 2%, quando somado todo o custo de antecipação, acabe ultrapassando 15%.

Portanto, é fundamental que a empresa, quando for antecipar seus recebíveis, analise todas as taxas e tarifas envolvidas e o custo real efetivo da operação.

Quais os impostos que incidem sobre o desconto de recebíveis?

Quando se faz a antecipação de recebível através de um fundo FIDC, não há a incidência de IOF, o que se torna uma grande vantagem. Quando esta operação é realizada através de um banco, de uma factoring ou de uma securitizadora, há a incidência do imposto que, numa operação de 30 dias, é de aproximadamente 0,6%. Esta taxa quando incide acumulativamente em um prazo maior torna-se muito elevada.

Apesar dos FIDCs não terem IOF nas operações, normalmente tem taxas maiores que os bancos ou factorings e securitizadoras. Não se baseia apenas na questão do IOF para tomar a decisão de onde antecipar seus recebíveis. Analise o custo total da operação, antes de tomar a decisão.

Em resumo, vale a pena antecipar os recebíveis?

Assim como as outras decisões gerenciais, usar os recebimentos futuros da empresa para controlar o fluxo de caixa atual precisa ser analisado e planejado para não causar problemas em médio e longo prazos. 

Mesmo que considerada uma operação vantajosa, a antecipação de recebíveis não deve ser um hábito e sim uma alternativa a ser utilizada quando realmente não for possível resolver a situação com os recursos que a empresa tem em caixa, ou em caso de um investimento/oportunidade de mercado com retorno rápido.

Quer saber mais sobre como antecipar um recebível? Fale conosco clicando aqui!

Confira as perguntas frequentes sobre antecipação de recebíveis:

1.A Antecipção de Recebíveis é uma operação de crédito, como empréstimo e financiamentos?

A antecipação de recebíveis é uma operação de crédito que transforma as vendas a prazo em recursos líquidos imediatos para a empresa. Diferente do emrpéstimo ou financiamento, a antecipação de recebíveis não gera uma dívida futura a ser paga pela empresa.

2. É possível antecipar recebíveis para empresas com restrições no nome?

Sim, a antecipação de recebíveis é uma ferramenta muito utilizada por empresas que não conseguem cumprir com suas obrigações financeiras devido à falta de capital de giro.

3. Qualquer empresa pode antecipar recebíveis?

Sim, desde que os recebíveis se encaixem nos tipos antecipado pelo mercado. Outro ponto a se analisar é se o valor dos recebíveis é interessante para antecipar. As vezes, valores muito baixos não são interessantes pois o peso das taxas e tarifas acaba comprometendo o operação. 

4. De quem é o prejuízo caso os recebíveis não sejam pagos?

Quando uma instituição financeira lhe antecipa um recebível ela passa a ter direitos sobre o crédito que seu cliente pagará no futuro. Mas, um dos riscos dessa operação é esse cliente se tornar inadimplente. Nesse caso, é preciso frisar que quem lhe antecipou o recebível não terá prejuízo e sim sua empresa. Entretanto, no caso do não pagamento pelo cliente, sua empresa deve arcar com juros de mora, taxas e multas, ou quitar o montante devido no momento do vencimento.

5. Quais as datas de vencimento máximo dos recebíveis que podem ser antecipados?

Varia caso a caso, conforme a instituição que esteja lhe antecipando. Pode ser antecipação de alguns dias, chegando a um ano em alguns casos. Obviamente, quanto maior o prazo, maior será a taxa de desconto.

6. Há um limite de recebíveis, seja mínimo ou máximo, que posso ser antecipado?

Não há limite na maioria das instituições mas calcule o custo total das operações para avaliar se vale a pena fazer a antecipação. Algumas instituições exigem um volume minimo financeiro para antecipação, mas não volume mínimo de quantidade de recebíveis.

7. Quais tipos de recebíveis podem ser antecipados?

Recebíveis são, por exemplo, duplicatas mercantis, notas fiscais, boletos, cartões, carnês, cheques e outros . Confira com a instituição escolhida para antecipar seus recebíveis todas as possibilidades.

8. O IOF incide em todas as operações de antecipação de recebíveis?

O IOF é o Imposto sobre Operações Financeiras e é cobrado em operações de antecipação de recebíveis, exceto quando tal operação é feita através de FIDCs que são isentos desse tributo.

9. Toda recebível da minha empresa pode ser antecipado?

Não. Eventualmente algum recebível pode não ser aprovado para antecipação, em razão de política de crédito da instituição escolhida pela empresa para antecipação.

10. A taxa de juros na antecipação de recebíveis é fixa?

Não, a taxa de juros (de desconto) é customizada para cada operação e está vinculada ao risco de crédito do recebível envolvido.

11. Sendo pessoa física, é possível fazer antecipação de recebíveis?

Não, a antecipação de recebíveis é uma operação financeira exclusiva de pessoas jurídicas.

Esperamos que as perguntas frequentes sobre antecipação de recebíveis tenham lhe ajudado. Mas caso você ainda tenha dúvidas, fale conosco clicando aqui.

Confira os principais termos sobre Antecipação de Recebíveis:

ANTECIPAÇÃO DE RECEBÍVEIS: Antecipação ou desconto de recebíveis é uma operação financeira que permite que uma empresa receba antecipadamente os valores referentes a vendas a prazo.

CARTA DE CESSÃO: Quando uma empresa cede o direito de receber créditos a outra empresa - muito comum na antecipação de recebíveis.

CEDENTE: Empresa que está vendendo o crédito (antecipando seus recebíveis)

DESÁGIO: Valor que será descontado no momento do pagamento a vista dos recebíveis futuros.

DUPLICATA MERCANTIL: Título de modelo vinculado, preenchido e emitido a partir de informações contidas na nota fiscal ou fatura que comprove a venda de determinado produto ou serviço. Diferentemente da nota promissória em que o aceite deste título de crédito não é obrigatório, a duplicata de venda mercantil exige que o comprador assuma a obrigação estabelecida no título, mesmo não a aceitando de maneira expressa através de uma assinatura, por exemplo.

FACTORING: Atividade comercial caracterizada pela aquisição de direitos creditórios, por um valor à vista e mediante taxas de juros e de serviços, de contas a receber a prazo. Ela possibilita liquidez financeira imediata para micro e pequenas empresas, e não deve ser confundida com a operação praticada pelos bancos. Os recursos utilizados no factoring são próprios, ao passo que na securitização existe o emprego de recursos dos investidores.

FATOR DE DESÁGIO: Taxa mensal de desconto sobre cada parcela recebida antecipadamente pela empresa.

FIDCs: Fundos de investimento em direitos creditórios que podem realizar operações de antecipação de recebíveis.

IOF: O Imposto sobre Operações Financeiras de Crédito, Câmbio e Seguros. É um imposto federal, ou seja, somente a União tem competência para instituí-lo.

NOTA PROMISSÓRIA: Acordo por escrito entre o credor (que recebe a quantia) e eminente (quem deve pagar um determinado valor) onde ambos os lados se comprometem a fazer um acordo através de um prazo pré-estabelecido. Este termo de responsabilidade de pagamento conta com uma data de vencimento. Dessa forma, caso a data seja extrapolada, podem ocorrer problemas para o credor, como uma cobrança judicial.

OPERAÇÃO PERFORMADA: É a antecipação de recebíveis realizada com mercadoria entregue, aceita pelo sacado e confirmada por ele.

SACADO: Empresa que comprou um produto ou serviço a prazo e deverá pagar o boleto no vencimento.

SECURITIZADORA: Operação de antecipação de recebíveis gerando para empresas os recursos que necessitam através da compra de cheques, duplicatas e créditos de cartão de crédito. Os recursos utilizados na securitização são de investidores, ao passo que na factoring são próprios.

Esperamos ter lhe ajudado com os principais termos sobre Antecipação de Recebíveis mas, se você ainda tem dúvidas, fale conosco clicando aqui.