Veja como funciona o empréstimo em bancos digitais

Publicado por Lucas Avila - 17/03/2022

Para dar início a algum projeto, principalmente quando ele se trata de algo comercial, é necessário ter um capital adequado. Valor esse que pode ser acumulado com o trabalho, com um financiamento bancário ou um empréstimo em bancos digitais.

Com essa última possibilidade sendo uma realidade cada vez maior dentro do mercado atual, diante da proliferação dos negócios digitais, que se expandem para as mais diferentes áreas, chegando inclusive para as entidades financeiras.

Isso tudo através de um processo de digitalização do mercado, que envolve não apenas as tecnologias a serem usadas durante a administração financeira de um projeto, mas também com a própria estrutura do mesmo, estando presentes em alguns casos apenas no digital.

Com o processo de abertura de empresa atualmente tendo como uma de suas decisões o formato ao qual essa companhia adotará, sendo um negócio físico, digital ou, como também vem crescendo, o chamado modelo híbrido, presente em ambas plataformas.

Sendo o caso de uma loja de roupas, na qual é possível comprar suas peças dentro de um estabelecimento físico, ou então na plataforma virtual a ser administrada por essa marca, em alguns negócios existindo até mesmo uma comunicação direta entre esses modelos.

Dando possibilidade ao consumidor de comprar um produto no site e optar por recebê-lo em uma loja física, evitando assim a taxa de frete a ser cobrada para uma entrega, por exemplo. Além de outras questões, como um sistema de estoque conectado.

Um conjunto de opções que precisa ser analisado bem por uma loja focada em equipamentos para vigilância, a informar em seu site o estoque disponível de câmeras de segurança para residência, para que o cliente tenha noção da quantidade disponível.

E para dar início a um desses modelos de negócio, seja físico ou digital, mostra-se necessário contar com um capital financeiro adequado para criar um empreendimento de qualidade, que responda às necessidades da audiência a qual você busca atingir.

E a forma de se angariar tal quantia pode ser um grande desafio para um indivíduo que tem o sonho de abrir um negócio próprio, afastando-o desse objetivo por causa de sua renda disponível. Optar por um financiamento pode surgir como uma resposta a isso.

Porém surge um problema que é dependente das instituições bancárias tradicionais, repletas de burocracias que impedem a liberação de um empréstimo, além de aplicarem taxas abusivas. Mas hoje existe uma alternativa mais benéfica aos usuários.

Empréstimo em bancos digitais. Como funciona?

Quando se fala da evolução digital do mercado, o foco principal é sobre não só como surgem novos setores comerciais, mas também em como algumas áreas passam a se adaptar ao cenário digital, atuando com novas práticas disponíveis pela tecnologia.

E dentro desse ambiente é possível citar a presença dos bancos digitais. Um modelo de negócio que atua com o controle de transações financeiras, porém atuando com essas práticas apenas dentro de uma plataforma virtual, com a retirada do meio tradicional.

Como é o caso das instituições financeiras, cujas atividades são reguladas por uma série de taxas e tributos, o que cada vez mais acaba por se portar como um meio de investimento a trazer poucos benefícios ao público, por trabalhar com pouca flexibilidade.

Indo em uma posição contrário ao movimento atual do mercado, que opera com sistemas cada vez mais práticos e descentralizados. Sendo possível realizar uma cotação de serviços de limpeza, junto a uma empresa do ramo, tudo através da internet.

Facilitando com que um condomínio contrate os serviços de uma empresa de limpeza tudo através das plataformas digitais, pesquisando sobre a diferenciação de valores e de atividades a serem ofertadas por tais companhias, optando pelo melhor custo-benefício.

E dentro desse processo de renovação, o mercado financeiro não ficou muito atrás, com a disponibilização do internet banking, por exemplo. Uma modalidade no qual um cliente pode realizar transferências, pagar contas, tudo através das plataformas digitais.

Evitando assim o tempo enorme a ser gasto em filas e outros empecilhos que podem estar associados ao fato de visitar uma agência bancária presencial, contando também com o deslocamento necessário até essas dependências.

O problema é que mesmo com essas ferramentas, tais bancos continuam a trabalhar com as mesmas taxas e regras estabelecidas para suas agências, trazendo poucas vantagens de fato para um cliente que está em busca de encontrar melhores opções de financiamento.

A permitir com que o seu projeto de construção de casas, uma para moradia e outra para alugar, dentro de um terreno em particular, possa ser executado de maneira adequada, com a presença de um investimento para apostar em tal projeto.

E nisso os bancos digitais despontam como uma forte opção, ao se tratarem de negócios baseados em um modelo digital muito mais flexível, em relação aos bancos tradicionais. Levando à expansão das fintech, companhias que atuam com foco em tecnologia.

E é por causa dessa expansão que esse bancos digitais podem trabalhar com quantias cada vez maiores de investimento e empréstimo ao público, aumentando assim a percepção da sociedade acerca desse tipo de empreendimento digital.

Com um dos motivos para esse crescimento dos bancos digitais estão associados aos benefícios que tais fintechs apresentam, em relação às instituições que agora são vistas como tradicionais.

Vantagens dos bancos digitais

Da mesma forma com que um projeto de terraplenagem pode ser mais fácil de ser contratado, quando ele passa a se estabelecer dentro de uma plataforma digital. A mesma coisa pode ser dita sobre um banco, a oferecer um contato mais próximo aos clientes.

Oferecendo um número de benefícios aos seus associados digitais, como:

  • Diferentes variações de depósitos;
  • Simulações de empréstimos;
  • Acesso por diferentes plataformas;
  • Possibilidade de acessar os serviços direto de casa.

Junto de todas as vantagens citadas, ainda existe a flexibilidade econômica, associada ao projeto mais descentralizado ao qual se definem as instituições financeiras digitais, que ao se tratar de um modelo novo, trabalha também com taxas financeiras muito menores.

Resultado dos custos menores dos bancos digitais, em relação às suas transações. Associando ao modelo de transferência PIX, por exemplo, que ao trabalhar com um sistema completamente digital, passa a ter menos gastos, retirando a cobrança de seus clientes.

Sendo também o motivo pelo qual o serviço de automação comercial se torna tão presente no mercado, a trabalhar com processo de mecanização do mercado, responsável por resultar em facilidades tanto para empresa como para os clientes de tais companhias.

A se conectarem com o seu público através das plataformas digitais. Dentro de uma realidade que conversa também com os bancos digitais, oferecendo principalmente maiores oportunidades e até mesmo conforto para os seus clientes.

Como fazer um empréstimo digital?

Após estudar a situação do mercado tradicional e ter confiança com o modelo digital, é chegado o momento de apostar em um modelo de investimento digital, por trazer melhores benefícios ao empreendedor que busca algum tipo de empréstimo para abrir seu negócio.

E para recorrer a tal tipo de empréstimo, só é preciso seguir alguns passos simples como:

Estudar opções

O crescimento do mercado digital leva a presença de uma pluralidade cada vez maior de bancos digitais, com opções a serem refletidas por quem busca recorrer a tais instituições para algum tipo de empréstimo.

Pois da mesma forma com que é feita uma avaliação de bens imóveis, antes de colocar um patrimônio à venda, é preciso também avaliar qual tipo de banco digital pode ser o mais adequado para o seu projeto, tratando-se de taxas e da aproximação ao seu serviço.

Faça simulações

Dentro desse movimento de escolha, os bancos digitais trabalham com uma ferramenta de grande auxílio ao público, que são as simulações a serem feitas dentro de suas plataformas. Sendo possível analisar o valor dos juros a ser aplicado em tal empréstimo.

Abra sua conta

Após se decidir sobre qual modalidade de banco é o mais indicado ao seu propósito, é preciso então se associar, abrindo uma conta junto a tal entidade digital. O que pode ser feito direto do seu celular ou computador.

Por se tratar de uma instituição que se destaca pelo cenário virtual. Com tal possibilidade sendo disponível para qualquer residente no país, maior de 18 anos.

Solicite o orçamento do empréstimo

O último passo é justamente pedir pelo empréstimo. Um serviço fácil de ser conquistado, já que esses bancos se destacam também por suas plataformas intuitivas, a serem acessados por diferentes dispositivos, de fácil navegação ao público.

Após isso é só aguardar a liberação do valor, de acordo com a análise a ser feita pela equipe do banco digital, que costuma trabalhar com uma flexibilidade maior em relação aos bancos tradicionais.

Tudo a facilitar tanto com que uma empresa de instalação elétrica, assim como um negócio de menor porte, consiga ter acesso a uma quantia que será necessária para garantir um futuro desse negócio.

E com base nessa facilidade, a única dificuldade por parte dos clientes está em sua disposição a procurar por melhores oportunidades, encontrando a menor taxa de juros ao trabalhar junto do melhor banco digital para a realidade do seu investimento.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quer estar por dentro do mundo das finanças?

Assine a newsletter do Conexão Financeira.