Saiba como declarar Fundos Imobiliários no Imposto de Renda

Publicado por Lucas Avila - 26/05/2022

Todos os anos é preciso ter atenção aos números a serem apresentados em sua declaração de renda. Incluindo qualquer tipo de rendimento obtido em um período fiscal, sendo preciso saber como declarar os fundos imobiliários no imposto de renda.

Para que não exista nenhum tipo problema para esse indivíduo. Ainda mais quando se trata de um montante de grande porte, resultado das mais diferentes fontes econômicas, como seu salário, os investimentos realizados, o aluguel mensal de imóveis, entre outros pontos.

Todos tendo que ser declarados de forma adequada cada um desses índices, assim como suas tributações, para que não exista nenhum tipo de punição, como multas que podem até mesmo prejudicar a renda final de um indivíduo, em certos casos resultar em danos legais.

Principalmente quando se trata de alguém que, além das suas finanças, é responsável também por cuidar da administração de um negócio, podendo impedir com que uma empresa de projeto de ar condicionado possa alcançar seus resultados esperados.

Algo que não torna a declaração de impostos como algo negativo, pelo contrário. Essa ação é responsável por garantir a legalidade entre os mais diversos tipos de empreendimentos e suas transações que podem ocorrer dentro da sociedade, afetando diretamente a ela.

Seja ao trabalharem na oferta de empregos, além das próprias trocas comerciais entre o mercado e o público, no que pode manter uma cadeia comercial em pleno funcionamento. Em uma relação capaz de trazer benefícios tanto às empresas como aos consumidores.

Existindo em ambos os lados a necessidade em contribuir economicamente para a sociedade, por meio de tributos que poderão ser usados para cuidar da infraestrutura geral de uma cidade ou país, como os gastos com segurança, educação, entre outras obrigações.

E para que uma construtora obras comerciais e industriais, ou qualquer tipo de companhia, possa estar corretamente alinhada às suas responsabilidades fiscais, é preciso que esse negócio declare anualmente qual é o valor do seu rendimento.

Um encargo que também deve ser cumprido por todos os indivíduos dentro do cenário nacional, que se enquadrem na faixa de rendimento mínimo estabelecido pelos órgãos fiscais. A observar seu rendimento em diversos campos, inclusive o imobiliário.

A importância da declaração de imposto de renda

Declarar sua renda total ao leão, um jargão comum na área de finanças, é uma das responsabilidades mais importantes quando se fala sobre as obrigações de um projeto, para que ele até mesmo possa ser reconhecido legalmente, junto aos órgãos competentes.

Um sistema de imposto que foi desenvolvido justamente para se ter um controle melhor sobre as transações pessoais e comerciais que ocorrem na sociedade, e que dependendo do seu valor podem resultar em negociações importantes para um sistema social.

Um programa que acompanha principalmente a evolução patrimonial de um cidadão, seja como uma pessoa física ou jurídica. Agindo para que empresas e trabalhadores revelem à Receita Federal os seus ganhos anuais, além dos custos que ali podem ser realizados.

Algo que permite com que uma empresa de perícia de engenharia possa atuar de forma adequada dentro do mercado, assim como para um indivíduo em particular obter uma prova sobre a sua adequação acerca dos impostos que são de responsabilidade de tal pessoa.

Permitindo até mesmo o acesso a uma restituição de impostos excedentes pagos, como no valor que é descontado do salário bruto de um trabalhador, para a quitação dos tributos associados à sua área de serviço, além de outras responsabilidades fiscais.

Mas para que esses direitos gerais possam ser garantidos, é preciso declarar de forma correta o seu rendimento anual, incluindo todas as fontes que podem trazer acréscimo para o seu patrimônio. Como nos investimentos feitos por um indivíduo.

Sendo importante destacar que o imposto de renda associado aos fundos imobiliários, incluindo um estilo de rendimento costuma ser isento, mas que mesmo assim deve ser devidamente declarado, para que sua ocultação não resulte em algo negativo para tal pessoa.

Um valor de aplicação que pode ser importante para quem investe de forma particular em um fundo imobiliário, ou até mesmo por quem trabalha próximo a essa área de negócios, como na execução e manutenção de jardins para os mais variados imóveis.

Como funcionam os fundos imobiliários?

Os FIIs (Fundos de Investimentos Imobiliários) são modelos de investimento que vem conquistando um destaque cada vez maior por quem busca trabalhar junto ao setor de aplicações, por se tratar de rendimentos isentos de tributação de renda.

Um sistema formado por grupos de investidores que aplicam em diferentes tipos de imóveis construídos, em construção em processo de aluguel ou venda, no que acaba por envolver opções como:

  • Imóveis residenciais;
  • Estabelecimentos comerciais;
  • Prédios empresariais;
  • Condomínios;
  • Hospitais;
  • Shopping centers.

Uma variedade imobiliária que atua junto aos mais diversos tipos de companhias no mercado, como uma empresa de levantamento topográfico, para garantir a qualidade de um terreno antes de uma obra, empresas de segurança, entre outros mercados associados.

Com esses fundos imobiliários, qualquer tipo de atividade que resulte em algum tipo de lucro, tem parte desse valor distribuído entre quem aplica seus investimentos junto a essa rede de negócios imobiliários.

E como qualquer tipo de investimento e de fonte de renda, essa procedência financeira também precisa ser declarada junto aos seus informativos anuais de imposto de renda.

E para quem tem dúvida sobre como fazer isso, é importante ter atenção aos pontos seguintes.

Como declarar esses fundos no Imposto de Renda?

A declaração desse tipo de rendimento ocorre de forma similar às outras fontes de renda, existindo uma parte adequada no Programa de Imposto de Renda. Sendo preciso apenas declarar a documentação necessária, que pode ser obtida junto a essas companhias.

Após isso, é preciso somente registrar o valor de rendimento obtido na aba de Bens e Direitos. Da mesma forma em que pode ser apresentando os lucros obtidos com algum tipo de companhia comercial, como em uma empresa de instalação de alarme de incêndio.

Devo declarar minha compra e venda de cotas?

Se até mesmo os rendimentos não tributados devem ser declarados, quando se fala de negociações realizadas dentro dessa área, como o ganho líquido ou até mesmo algum tipo de prejuízo, precisa então ser apresentado, como a compra e venda de cotas de aplicação.

Nesse caso, é preciso recorrer a aba “Renda Variável”, optando pela opção “Operações de Fundos de Investimento Imobiliário”.

Quem precisa fazer essa declaração?

Quando se trata de algum rendimento que seja resultado de uma aplicação em fundo imobiliário, existe como consequência a necessidade de declarar tais valores.Mesmo que se trate de um rendimento isento de impostos, ele possui a obrigatoriedade de ser declarado.

Existe algum tipo de tributação sobre essa renda?

Como citado anteriormente, o lucro oriundo de um fundo imobiliário não conta com uma obrigatoriedade fiscal, o que envolve uma tributação financeira em cima dessa renda. Contudo, as atividades de compra e vendas de contas, essas sim, são tributadas.

Nesse caso, o lucro obtido com uma venda de cotas em um fundo imobiliário é taxado com um percentual que acompanha uma taxa alíquota de 20%.

O que devo incluir nessa declaração?

Assim como empresas fabricantes de painéis elétricos devem manifestar de forma adequada todos os tipos de gastos e rendimento da companhia, o mesmo é válido para quem possui algum tipo de rendimento junto a um fundo imobiliário.

Logo, nessa declaração deve ser informado qual o montante anual de renda obtido com essa aplicação. Um valor que pode ser facilmente acessado junto a companhia responsável por esse fundo, além de sua agência bancária onde esse rendimento é depositado.

Porque devo fazer minha declaração de renda?

Muito se fala sobre as responsabilidades de um indivíduo, com destaque para a sua declaração anual ao imposto de renda. Mas a verdade é que essa atividade pode garantir uma série de benefícios para quem faz a sua declaração de maneira correta.

Com essa atividade permitindo o acesso a uma restituição dos impostos pagos em excesso, mas existindo também outros tipos de benefícios. Como um facilitador para receber crédito no mercado.

O que é necessário para que possa obter algum tipo de empréstimo bancário, que possa ser usado para otimizar as atividades de um negócio, como na oferta de equipamentos otimizados para que uma equipe de topografia realize melhor o seu trabalho.

Fora a possibilidade de usar esse documento como um comprovante de renda, em relação à profissionais que atuam de forma autônoma e que não trabalham com uma renda constante.

Ao declarar corretamente o seu rendimento é possível evitar qualquer tipo de dor de cabeça de valor fiscal, garantindo assim uma situação adequada para quem gerencia uma empresa, opera como um funcionário contratado ou trabalha com um fundo imobiliário.

O mais importante é ter certeza que sua declaração está sendo feita de forma correta.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quer estar por dentro do mundo das finanças?

Assine a newsletter do Conexão Financeira.