Saiba o que é Swing trade e como é importante para seus investimento

Publicado por Lucas Avila - 25/03/2022

Os investidores entram no mercado de ações com uma variedade de objetivos. Muitos investem no longo prazo, enquanto outros por curto prazo. Há uma variedade de estratégias de negociação, mas uma das mais acessíveis aos recém-chegados no campo de investimentos é o swing trade.

Ao contrário do day trading, onde a negociação é extremamente rápida, o swing trading é mais lento. Essa estratégia é uma ótima maneira de entender os movimentos do mercado e mergulhar na análise técnica.

O day trading, refere-se ao operador de mercado que se dedica a compra e posteriormente venda de ativos financeiros, como ações e moedas, no mesmo dia de negociação. Isso significa que todas as posições que ele cria são fechadas no mesmo dia de negociação. 

Um day trader bem-sucedido deve saber em quais ações negociar, quando entrar em uma negociação e quando sair dela. O seu principal objetivo é aproveitar pequenos movimentos de preços em ações de alta liquidez.

Por exemplo, uma empresa de projetos ambientais e que tem capital aberto abriu em uma posição às 10h por BRL 5,00 a quota e fechou às 14h do mesmo dia por BRL 7,00. Se fechasse a mesma posição na manhã seguinte, não seria mais considerado um day trade.

Quanto mais volátil o mercado, mais favoráveis ​​são as condições para um day trader, que deve ter um bom conhecimento das ações, das ferramentas utilizadas e também da plataforma certa para negociar. 

Por outro lado, o position trader é uma estratégia de negociação de longo prazo em que um trader fica propositalmente em uma posição por várias semanas ou até meses, esperando por um grande movimento de preço, como de BRL 5,00 para BRL 500.

Esta é uma filosofia de negociação diferente de um day trader que visa capturar movimentos menores comprando e vendendo no mesmo dia. O position trader o enfrenta os altos e baixos de curto prazo do preço de mercado, esperando pacientemente que seu objetivo de preço de longo prazo seja alcançado ou não. 

Um negociador, por exemplo, olhou os movimentos de uma empresa de tradução juramentada ao longo dos anos. Após quatro anos depois da compra, o preço por ação quadruplicou, dando um retorno de quase 400%. Isso possibilita ao trader manter o estoque indefinidamente. 

A premissa por trás da negociação de posição é a ideia de “ondas de tendências no mercado”. 

Ela é uma estratégia de negociação em que os investidores compram uma ação ou algum outro ativo e o mantêm por um curto período de tempo (geralmente entre alguns dias e várias semanas) na esperança de transformar um lucro.

Mas, afinal, como o swing trading se compara ao day trading e position trading? O objetivo do swing trading é capturar uma parte de qualquer movimento de preço potencial ou “balanço” – do inglês, swing – no mercado. 

Os ganhos individuais podem ser menores, pois o trader se concentra nas tendências de curto prazo e busca reduzir as perdas rapidamente. No entanto, pequenos ganhos alcançados de forma consistente ao longo do tempo podem resultar em um retorno anual atraente.

Como funciona o swing trading?

O swing trader, aquele que pratica essa ação, analisa padrões na atividade de negociação para comprar ou vender uma ação, a fim de capitalizar os movimentos de preços e as tendências de impulso das ações. 

Em geral, ele se concentra em ações de grande capitalização, uma vez que são as mais negociadas. Como essas ações têm altos volumes de negociação, elas oferecem aos investidores uma visão de como o mercado percebe a empresa e os movimentos de preços de seus títulos.

Como em qualquer estilo de negociação, o swing trading traz riscos. Os swing traders estão expostos a vários tipos de risco, sendo o mais comum o risco de gap, onde o preço de um título sobe ou cai com base em notícias ou eventos que ocorrem enquanto o mercado está fechado.

O preço de abertura refletirá o choque de qualquer notícia inesperada. Quanto mais tempo o mercado estiver fechado, maior o risco. Mudanças abruptas na direção do mercado também representam um risco e os traders de swing podem perder tendências de longo prazo.

Por que ele é importante para seus investimentos?

Os traders de swing usam a análise técnica, que é o estudo de tendências e padrões estatísticos em um gráfico de ações para identificar oportunidades de negociação. É por esta razão que a negociação pode ser tão intimidante quanto arriscada. 

A análise técnica sustenta que a atividade de negociação passada e os movimentos de preços podem indicar movimentos de preços futuros. Nesse sentido, os indicadores técnicos e gráficos para determinar a direção provável do preço de uma ação são instrumentos úteis. 

Vamos dar uma olhada em um exemplo do mundo real de como um swing trader pode analisar as ações de uma empresa de projetos elétricos e determinar quando comprar ou vender.

Se um swing trader quiser fazer uma negociação lucrativa nesta empresa, provavelmente compraria a ação no topo da curva, isto é, igual ou acima da alta mais recente. Eles devem colocar uma ordem de stop-loss (definir o ponto ideal para cada operação) na mínima mais recente.

O gerenciamento de risco é o componente mais essencial em uma estratégia bem-sucedida de negociação de swing. Os traders devem escolher apenas ações líquidas e diversificar posições entre diferentes setores e capitalizações.

Cada posição deve ser aproximadamente 2% – 5% do capital total da conta de negociação. Os traders mais agressivos e profissionais podem chegar a 10%. Isso significa que uma carteira de cinco operações de swing concentradas representaria, em média, 10% – 25% do capital total da conta de negociação.

As ordens de stop-loss são uma ferramenta vital na gestão de risco. Quando uma ação cai abaixo do preço de parada (ou sobe acima do preço de parada), a ordem de stop loss é convertida em uma execução (venda) ao preço de mercado.

Estratégias de negociação de swing

Os traders podem implantar muitas estratégias para determinar quando comprar e vender com base em análises técnicas, incluindo:

  • Médias móveis que procuram pontos de cruzamento de alta ou baixa;
  • Gatilhos de suporte e resistência;
  • Cruzamentos de convergência/divergência;
  • Padrão que identifica níveis de resistência e reversões.

Os comerciantes também usam médias móveis para determinar os picos inferiores e superiores. Alguns optam por utilizar uma média móvel simples (SMA), uma média móvel exponencial (EMA), que dá mais ênfase aos pontos de dados recentes.

Por exemplo, um que usa EMAs para procurar pontos de cruzamento para operacionalizar ações de uma empresa de automação industrial. Quando o preço das ações se move acima ou “cruza” as médias móveis, isso sinaliza uma tendência de alta no preço. Quando o preço de uma ação cai abaixo dos EMAs, é um sinal de baixa.

Os extremos do mercado tornam o swing trading mais desafiador. Em um mercado de alta ou baixa, as ações negociadas ativamente não exibem os mesmos movimentos de alta e baixa dentro de um intervalo como em condições de mercado mais estáveis. 

O chamado “momentum” impulsionará o mercado para cima ou para baixo por um período prolongado. A dica é que sempre se negocie na direção da tendência, assumindo posições compradas em mercados de alta e vendidas quando os mercados tendem a cair.

Siga a liderança do mercado geral e dos grupos da indústria

O swing trader habilidoso reconhece que os grupos da indústria fazem a diferença nos retornos de um título. Quando um ente do setor está no topo (como identificadas em fabricantes de máquinas para indústria de alimentos), as ações desse grupo provavelmente seguirão o exemplo.

Por outro lado, quando um ente da indústria está na parte inferior do grupo, as ações desse grupo também seguirão o exemplo. Quando as ações de tecnologia caíram em desuso no final de 2018, quase todas as empresas de tecnologia foram afetadas.

Assim, o grupo do setor em que você negocia é mais importante para o seu sucesso ou fracasso do que a empresa que você escolhe para negociar ações. Portanto, como um swing trader, concentre as compras em grupos da indústria que estão entre os 20% superiores do mercado, como empresas de montagem industrial.

Não deixe que as emoções controlem sua negociação

O ser humano é afetado pelas emoções. Mas permitir que suas emoções governem suas decisões de negociação pode ser desastroso.

Os traders que perdem bilhões de dólares em grandes bancos geralmente começam perdendo uma pequena quantia e depois tentam empatar ou provar que estão certos. Sua falha final não está em sua análise ou em seu conhecimento de mercado, mas em sua incapacidade de controlar suas emoções.

Diversifique, mas não muito

Como um swing trader, será necessário manter um portfólio diversificado de posições. Seria interessante ter pelo menos dez ações diferentes entre si e de setores diferentes. Por exemplo, inclua ações de tecnologia, ações de sistema de paletização, ações de mercados emergentes. 

Um swing trader precisa de concentração para obter grandes lucros. Quanto mais posições você tiver, mais próximos os retornos da carteira estarão no mercado.

Divirta-se

Esta regra final vai ao cerne de saber se você pode ser um trader de swing em tempo integral. Você tem que gostar do negócio.

Você tem que gostar de passar horas no computador procurando possíveis investimentos. Você tem que encontrar prazer em ler livros sobre swing trading e mercados setorizados, como empresa de inspeção de equipamentos.

Então, aproveite o swing trading e tudo o que isso implica. Você descobrirá que pode ser uma experiência gratificante.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quer estar por dentro do mundo das finanças?

Assine a newsletter do Conexão Financeira.