Glossário

Conheça os principais termos referentes à Câmbio para Empresas

ACE – ADIANTAMENTO DE CAMBIAIS ENTREGUES: Adiantamento concedido ao exportador em moeda nacional após o embarque das mercadorias para o exterior. Com esse adiantamento, a empresa recebe de forma antecipada os valores das mercadorias vendidas e embarcadas ao exterior.

ACC – ADIANTAMENTO DE CONTRATO DE CÂMBIO: Adiantamento concedido à empresa  exportadora em moeda nacional para o financiamento do processo produtivo das suas mercadorias antes da exportação. A empresa antecipa os valores referentes a vendas futuras para o exterior, obtendo capital de giro em moeda nacional e a taxas de juros internacionais.

BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB): Autarquia federal integrante do Sistema Financeiro Nacional, vinculado ao Ministério da Economia, que tem como missão do garantir a estabilidade dos preços e o poder de compra da moeda, o controle do crédito, bem como fazer com que o sistema financeiro seja eficiente e seguro. O BC desempenha funções relacionadas à economia, sendo essencial para o desenvolvimento sustentável do Brasil.

CÂMBIO: Operação de troca de moeda de um país pela moeda de outro país por agentes autorizados pelo Banco Central a realizar tal operação. A operação de troca de moeda pode ser feita para pessoas físicas e jurídicas.

CÂMBIO COMERCIAL: expressão utilizada para as operações realizadas no mercado de câmbio que envolvam volumes financeiros maiores como por exemplo exportação, importação, transferências financeiras, etc.

CÂMBIO PARALELO: Mercado ilegal, à margem da legislação e regulamentação vigentes, sujeitando seus participantes às sanções cabíveis.

CÂMBIO PRONTO: Operação em que há a compra ou a venda de moeda estrangeira à vista, comercial ou financeira. É sempre realizada através da contratação de câmbio para liquidação em até 2 dias úteis, contados da data da operação. Deve-se respeitar as determinações regulamentares do Banco Central do Brasil.

CÂMBIO PRONTO DE EXPORTAÇÃO – REMESSA E PAGAMENTO ANTECIPADO: Operação de câmbio que permite o recebimento antecipado dos valores de vendas por exportação. O adiantamento é liberado após o embarque da mercadoria, a partir da emissão de uma ordem de pagamento feita pelo cliente estrangeiro. A contratação pode ser, primeiramente, após o embarque. Nesse caso a instituição recebe o crédito no exterior e, após receber os documentos da exportação, realiza o depósito do valor equivalente em reais na conta corrente da empresa cliente. Outra forma é antes do embarque com pagamento antecipado. Dessa forma a instituição recebe o crédito no exterior antes do envio das mercadorias e, após a contratação da operação de câmbio, o equivalente em reais é depositado na conta corrente da empresa cliente.

CÂMBIO PRONTO DE IMPORTAÇÃO – REMESSA: Operação de câmbio que garante mais agilidade e redução de custos no processo de importação das mercadorias. Você recebe os documentos sem intermediação, diretamente do exportador. Dessa forma, a contratação pode ser após o embarque ou antes do embarque, com pagamento antecipado.

CÂMBIO TRAVADO: Operação de câmbio em que a empresa garante a taxa de câmbio para o recebimento futuro de uma exportação. A liberação dos recursos é efetuada, entretanto, mediante pagamento da operação, que ocorre no momento do recebimento da moeda estrangeira na conta da instituição de câmbio.

CÂMBIO TURISMO: Expressão utilizada comumente para classificar as operações relativas a compra e venda de moeda para viagens internacionais, geralmente em espécie.

CARTA DE CRÉDITO: Modalidade de pagamento em que a instituição autorizada pelo Banco Central a operar câmbio emite, a pedido de seu associado importador, documento garantindo ao exportador estrangeiro o recebimento pela venda externa, desde que sejam atendidas as condições e os prazos estipulados. A Carta de Crédito garante segurança na realização de negócios entre exportadores e importadores.

CONTRATO DE CÂMBIO: Documento que formaliza a operação de compra ou de venda de moeda estrangeira. Nele constam as características e as condições sob as quais se realiza a operação de câmbio. Apresenta itens como, por exemplo, informações relativas à moeda estrangeira que um cliente, pessoa física ou empresa, está comprando ou vendendo, a taxa contratada e os nomes do comprador e do vendedor. Os contratos de câmbio devem ser registrados no Sistema Câmbio pelo agente autorizado a operar no mercado de câmbio.

FINIMP – FINANCIAMENTO DE IMPORTAÇÃO: Modalidade de financiamento disponibilizada às empresas a partir do repasse de uma linha de crédito concedida por um banco estrangeiro. Nessa modalidade, o tal banco efetua o pagamento à vista ao exportador no exterior. Com esta linha, as empresas financiam a aquisição de bens e produtos adquiridos em outro país, com taxas de juros internacionais.

IOF: O Imposto sobre Operações Financeiras de Crédito, Câmbio e Seguros. É um imposto federal, ou seja, somente a União tem competência para instituí-lo.

MERCADO DE CÂMBIO: Ambiente onde se realizam as operações de câmbio entre os agentes autorizados pelo Banco Central e entre estes e seus clientes, pessoas físicas ou jurídicas, diretamente ou por meio de seus correspondentes.

POLÍTICA CAMBIAL: Conjunto de ações governamentais diretamente relacionadas ao comportamento do mercado de câmbio, inclusive no que se refere à estabilidade relativa das taxas de câmbio e do equilíbrio no balanço de pagamentos.

POSIÇÃO DE CÂMBIO: representada pelo saldo das operações de câmbio (compra e venda de moeda estrangeira, de títulos e documentos que as representem e de ouro-instrumento cambial) prontas ou para liquidação futura. São sempre realizadas pelas instituições autorizadas pelo Banco Central do Brasil a operar no mercado de câmbio.

PTAX: Taxa de câmbio calculada durante o dia pelo Banco Central do Brasil. Consiste na média das taxas informadas pelos dealers de dólar, quais sejam: importação, exportação, compra e venda do financeiro das empresas, e também pela negociação de compra e venda entre os bancos (interbancário). Tal taxa é calculada durante 4 janelas do dia e definida ao final do expediente. É a taxa de referencia para o valor do Dólar de D2 (em dois dias úteis).

SWIFT: Código que significa Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication. O Swap faz a conexão e identificação entre as diferentes instituições bancárias ao redor do mundo com moedas distintas através de uma sequência numérica única de 8 ou 11 caracteres.

TAXA DE CÂMBIO: Preço de uma moeda estrangeira medido em unidades ou frações (centavos) da moeda nacional. A taxa de câmbio reflete o custo de uma moeda em relação à outra. As cotações apresentam taxas para a compra e para a venda da moeda, as quais são referenciadas do ponto de vista do agente autorizado a operar no mercado de câmbio pelo Banco Central.

VARIAÇÃO CAMBIAL: Percentual que indica a variação da taxa de câmbio em um determinado período.

Ficou com alguma dúvida sobre os principais termos referentes à Câmbio para Empresas? Fale conosco clicando aqui!