Operações de Câmbio Para Empresas [Guia Completo]

Equipe Conexão Financeira - 31/08/2020

Você viaja para um país europeu que tem o euro como moeda oficial e precisa comprá-la utilizando a moeda nacional, o real. Este cenário trata-se de uma operação de câmbio, mas não é exclusividade de quem viaja. Saiba que as operações de câmbio são uma realidade do cotidiano de empresas que importam e exportam mercadorias e insumos. Mas só existe um tipo de operação de câmbio? A resposta é simples: não. Por isso, acompanhe-nos e fique por dentro das operações de câmbio para empresas.

Precisa contratar serviços de câmbio comercial para transações com moeda estrangeira? Clique aqui e conheça nossos parceiros que podem auxiliar com o assunto!

O que são operações de câmbio para empresas?

Chamamos de operações de câmbio todas as transações que lidam com a compra ou venda de moeda estrangeira. Entre as operações de câmbio para empresas temos: 

  • recebimento de um valor vindo do exterior;
  • pagamento ou remessa para o exterior; 
  • pagamento e/ou recebimento em moeda estrangeira;
  • arbitragem em moeda estrangeira;
  • adiantamento sobre contratos de câmbio (ACC);
  • aplicação no mercado financeiro.

Considerando essas operações, fica fácil imaginar como elas são relevantes para as empresas, não é mesmo? Pois vejamos melhor seu funcionamento e seu objetivo dentro do mundo dos negócios.

O que é fechamento de câmbio? Qual a importância para empresa?

O fechamento de câmbio é uma operação muito utilizada para casos de exportação.

Na prática, é a exigência da legislação brasileira que todo o valor em moeda estrangeira recebido na comercialização para o exterior seja vendido em instituições financeiras regulamentadas pelo Banco Central e convertido para moeda nacional.

No entanto, é permitido que o valor em moeda estrangeira seja mantido fora do país somente se o titular já possua conta no exterior.

Mas por que esta operação é tão importante para as empresas? Pois se a sua operação depende de um volume de exportações, então, a empresa precisa estar ciente de todas as etapas do fechamento de câmbio para reduzir taxas cambiais.

A consequência disso é uma maior lucratividade.

Principais tipos de operações de câmbio para empresas

Agora vejamos quais as principais operações de câmbio para empresas: Adiantamento sobre Contrato de Câmbio (ACC) e Adiantamento sobre Cambiais Entregues (ACE).

Adiantamento sobre Contrato de Câmbio (ACC)

Esta operação funciona como uma antecipação financeira, seja ela parcial ou total, para empresas que comercializam produtos para o mercado externo com entrega futura.

O que isso quer dizer? Que o ACC funciona como uma espécie de financiamento.

Ou seja: o banco adianta o capital que seria pago futuramente ao exportador antes do seu produto embarcar para o destinatário final e recebe o valor quando o pagamento for efetivado.

Lembrando que esse adiantamento é todo feito em moeda nacional (R$) levando-se em consideração o valor da venda realizada em moeda estrangeira.

Por isso, a taxa de câmbio corrente do dia da contratação do ACC é utilizada como parâmetro de cálculo.

E o que isso representa na prática para quem exporta? Que receba o seu pagamento em uma taxa de câmbio fixa.

Utilizando essa operação, o exportador não fica a mercê de possíveis variações cambiais no intervalo de tempo entre a venda e a entrega do produto.

E como ficam as taxas de juros para esta modalidade? Considerando-se que é um empréstimo garantido pelo pagamento futuro do importador – com risco menor – a taxa de juros do ACC geralmente costuma ser menor que a média do mercado. 

Em contrapartida, o prazo do ACC é limitado a um máximo de 360 dias, a contar da contratação do crédito até a data da fatura de serviço ou do conhecimento de embarque.

Lembrete: as operações de ACC também passam por uma análise de crédito para investigar a capacidade de pagamento das partes envolvidas.

Esta é uma das razões pelas quais as operações de ACC costumam levar um tempo maior de análise quando comparadas às operações de financiamento tradicionais.

Adiantamento sobre Cambiais Entregues (ACE)

Esta modalidade de operação de câmbio é um adiantamento, seja ele total ou parcial, de recursos em moeda nacional provenientes de uma exportação e/ou prestação de serviços.

Mas qual a diferença do ACE para o ACC? No ACE, o adiantamento só é feito após o embarque das mercadorias para o exterior ou com a conclusão dos serviços.

E qual a vantagem desta operação de câmbio para empresas? Os custos costumam ser menores que os praticados no mercado nacional para operações de adiantamentos. 

E quando ocorre a liberação dos recursos em moeda nacional? Ela acontece assim que for concluída a apresentação dos documentos ao banco, desde que estes estejam em conformidade com as regras do Banco Central.

Saiba que é necessário apresentar o conhecimento de embarque ou fatura de serviço, pois, na prática, o adiantamento  é feito com base em mercadoria embarcada ou serviço já prestado.  

Outra vantagem é para casos em que a empresa já tenha tomado o financiamento na fase ACC. Nestes casos, não será necessário o fechamento de um novo contrato de câmbio, é feita apenas a alteração da condição de ACC para ACE.

Importante: a utilização das linhas de crédito específicas para a exportação apresenta diversas vantagens e, por meio delas, os exportadores conseguem reduzir o custo da produção.

Com isso, quem exporta pode oferecer condições melhores para o importador, tornando sua mercadoria mais competitiva no mercado externo.

Como fazer um fechamento de câmbio?

O fechamento de câmbio começa pelo contato com a agência de câmbio autorizada pelo Banco Central. Na sequência, um contrato de câmbio é firmado, mas, para que ele seja formalizado, é necessário reunir os seguinte documentos da empresa:

  • Contrato social;
  • Estatuto da empresa;
  • Comprovante de endereço;
  • Balanço de negócios da empresa;
  • Entre outros documentos que a agência possa exigir.

Este contrato passa a valer de acordo com a necessidade do cliente, as taxas de juros em vigor e as variações na taxa de câmbio. 

E se a sua dúvida é: qual o melhor horário para fechar câmbio? Saiba que não existe um horário específico para ter mais vantagens. 

Tudo depende da oscilação do mercado, mas principalmente, do prazo para a operação estipulado em até 180 dias antes ou depois do embarque da mercadoria ou prestação do serviço a ser realizada. 

Em virtude desse prazo, cabe ao operador dominar os termos do contrato, a variação do câmbio e a taxa cambial.

Conheça os parceiros da Conexão Financeira para ajudar sua empresa com as melhores taxas do mercado!

Conclusão

As operações de câmbio para empresas podem ser a ruína ou o sucesso de negócios que trabalham com importação e/ou exportação de produtos, insumos ou prestação de serviços. 

Conhecer as operações de câmbio para empresas, sabendo suas diferenças e dominando o fluxo do próprio negócio é uma habilidade fundamental para extrair as melhores vantagens para a sua empresa.

Quer compreender mais sobre o câmbio? Então aproveite os conteúdos a seguir e tire suas dúvidas:

5 cuidados na operação de câmbio empresarial pronto
Como realizar pequenos pagamentos ao exterior sem depender do cartão (e de suas altíssimas taxas)?