Swap Cambial: O Que É, Como Funciona e Seus Impactos no Câmbio!

Equipe Conexão Financeira - 23/02/2021

Quando o assunto é fazer negócios, é claro que ninguém quer perder dinheiro. Mas você sabe quais são as principais estratégias para isso? Uma delas trata-se do Swap Cambial. 

Como já dá para deduzir pelo nome, o processo é realizado em operações de câmbio (troca de moedas). 

Se tudo isso ainda parece confuso, não se preocupe! 

Neste artigo, vamos passar pelos seguintes tópicos: 

  • o que é?
  • como funciona?
  • por que o dólar sobe?
  • quais os outros tipos de swaps?
  • qual a diferença entre swap cambial tradicional e swap cambial reverso?
  • como o swap cambial é utilizado pelo Banco Central?
  • quais os impactos do dele no Dólar?

Continue a leitura e aproveite as informações!

Vai enviar ou receber dinheiro do exterior por meio do Câmbio? Fale conosco e confira como realizar o processo com tranquilidade e segurança!

O Que é Swap Cambial?

O Swap Cambial nada mais é do que um contrato financeiro feito entre empresas, investidores e Banco Central (BC). 

o principal objetivo dele é evitar a diferença brusca entre os valores envolvidos na troca de moedas

Nos próximos tópicos, vamos falar mais sobre a função e, claro, as vantagens do acordo. 

Como Funciona o Swap Cambial?

Agora que você já sabe o que é Swap Cambial, vamos à parte prática. 

No dia a dia, ele funciona da seguinte maneira: vamos supor que a sua empresa seja nacional, mas que também tenha custos no exterior, ok? 

Como a moeda americana é muito volátil, naturalmente, não daria para saber se, daqui a um mês, a sua conversão resultaria em um número maior ou menor do que o esperado. 

Mas, com o Swap Cambial, é possível solicitar que o Banco Central pague a diferença da cotação. 

Mas, Afinal, Por Que o Dólar Sobe? 

swap-cambial-por-que-o-dolar-sobre

Vamos usar um exemplo bem clássico para explicar o caso. 

Em 2020, a crise da Covid-19 fez com que a moeda norte-americana ultrapassasse R$ 5, o que é um recorde na história, aliás. 

E como o dólar é um dos dinheiros mais seguros e usados no mundo —  em momentos de insegurança —, as pessoas tendem a comprar mais a moeda ou, ainda, deixar seus ativos financeiros nos EUA. 

Foi exatamente o que aconteceu diante da crise mundial de saúde. 

Outras situações que causam a elevação são: juros dos EUA mais caros, maior número de importações do que exportações brasileiras e mais quantidade de brasileiros vivendo na América do Norte. 

Todos esses pontos causam a maior demanda e, consequentemente, o encarecimento do dólar. 

Como algumas crises são impossíveis de prever, muitas instituições optam pelo Swap Cambial para terem mais segurança.

Quais os Outros Tipos de Swaps?

Você sabia que também existem outros tipos de Swaps? Vamos falar sobre essa diversidade. 

Veja: 

Swap com Taxa de Juros

Nesse caso, o Banco Central, empresas e investidores podem levar em conta não só a variação cambial, como também uma taxa de juros. 

Swap de Commodities

É quando há a troca de moedas entre empresas e/ou investidores, mas relacionada a commodities (matérias-primas que servem de base para a indústria e que não perdem a validade. Um dos exemplos mais comuns é o do petróleo. 

Antes de escolher o Swap para o seu caso, faça uma lista de objetivos e necessidades! 

Qual a Diferença entre Swap Cambial Tradicional e Swap Cambial Reverso? 

Enquanto o Swap Cambial age para evitar impactos da alta do dólar, a modalidade reversa equilibra a queda. 

Fora isso, os papéis também são trocados, ou seja, o empresário ou investidor paga a diferença de moeda. Já o Banco Central arca com a quitação dos juros. 

E O Que Faz o Dólar Cair? 

swap-cambial-o-que-faz-o-dolar-cair

Como explicamos a razão da alta do dólar, nada mais justo do que expor os motivos da queda, certo? 

A baixa sempre acontece quando os juros do Brasil se tornam mais caros, há mais entrada de estrangeiros no nosso país e, também, maior número de exportações brasileiras. 

Ou seja, são os fatores contrários ao da alta da moeda. 

Observação: é válido ressaltar que o Swap envolve troca de quaisquer moedas. Mas falamos mais dos exemplos do dólar, uma vez que ele é o protagonista em diversas operações. 

Como o Swap Cambial é Utilizado pelo Banco Central?

De acordo com o próprio Banco Central (BC), para promover a Swap Cambial, ele utiliza dois pontos: variação da taxa de câmbio e taxa Selic. 

Dessa maneira, é possível fazer negócios entre diferentes agentes financeiros. A instituição também afirma que a sua ação cambial nada tem a ver com a política monetária. 

Quais os Impactos do Swap Cambial no Dólar?

Os principais impactos do Swap no dólar são: o próprio valor no futuro, o horário de negociação e a tomada de decisão dos negociadores. 

Por isso, é ainda mais importante avaliar muito bem as condições antes de fazer o Swap. 

Vai enviar ou receber dinheiro do exterior por meio do Câmbio? Fale conosco e confira como realizar o processo com tranquilidade e segurança!

Conclusão 

Então, conseguiu tirar todas as suas dúvidas sobre o Swap Cambial? 

Esses tipos de assuntos são sempre muito importantes para você realizar câmbio com tranquilidade, além de outras ações. 

Aliás, para saber mais a respeito de finanças empresariais, continue aqui no blog Conexão Financeira! 

Toda semana há novos conteúdos especialmente para você.

Aproveite!

ATENÇÃO!!! Não somos uma instituição financeira e nem oferecemos produtos financeiros pelo site, e-mail ou WhatsApp. Fique atento a golpes! Caso receba alguma mensagem solicitando depósitos e usando a nossa marca, denuncie e bloqueie o número imediatamente.
Close Bitnami banner
Bitnami