Fundo Imobiliário: o que saber antes de investir

Publicado por Lucas Avila - 16/03/2022

O fundo imobiliário (FII) é destinado a gerar renda para quem deseja investir em ativos imobiliários, como o nome sugere. Sendo um dos grandes investimentos com uma perspectiva alta de retorno, além de todas as suas vantagens diante do mercado.

Dessa forma, os fundos imobiliários ganham cada vez mais proporção no mercado, sendo um dos principais meios de investimento, bem como sendo uma das opções mais vantajosas diante de um ramo de investimentos tão incerto.

Assim, sendo aplicado como uma espécie de gerenciamento de processos, adotando estratégias eficazes e inovadoras, conseguindo obter resultados e um destaque necessário em todo o mercado.

Entenda mais sobre o conceito de fundo imobiliário

Esses ativos são os próprios empreendimentos imobiliários, como shopping centers, prédios comerciais, galpões logísticos como e-commerce, etc. Assim, você pode ter cada um deles, ao invés de apenas uma propriedade.

Desse modo, acaba abrangendo um mercado totalmente amplo e rico de oportunidades, tendo uma prospecção de crescimento cada vez maior conforme os anos, sendo um investimento seguro e válido.

Além de investimentos como citados acima, como em shoppings, obras de construção civil, entre outros, há também FIIs que investem em títulos imobiliários, ou investimentos de renda fixa, assim, atendendo também a alta demanda de clientes e investidores.

Em ambos os casos, cada peça que você recebe é chamada de cota. Portanto, ao investir em FII, você se torna um cotista. Ou seja, acaba sendo importante o conhecimento em cada detalhe para que não haja dúvidas em sua implantação e investimento.

O dinheiro investido neste fundo é administrado pelo gestor, que é responsável por escolher as aplicações mais vantajosas e entender os melhores momentos para comprar e vender ativos, cuidando da melhor forma do dinheiro dos cotistas.

Assim, entendendo todos os processos, como a avaliação de bens imóveis, o local ao ser investido, entre outros, justificando esse investimento e entendendo os diversos fatores que compõem todo o mercado.

Com isso, sendo uma estratégia e um funcionamento totalmente válidos para aplicação, gerando fatores primordiais para que esse investimento possa ser feito, transmitindo uma ótima margem de lucros e segurança em todo o processo.

Após entender o que é o fundo imobiliário e o quanto esse investimento é fundamental, totalmente prático e vantajoso para os investidores e empreendedores, veja a seguir seu funcionamento.

Como funcionam os fundos imobiliários?

Para entender a dinâmica de funcionamento dos fundos imobiliários, como em uma administradora de obras ou entre outros locais, é necessário entender alguns conceitos que se aplicam a eles.

Desse modo, entre os principais pontos que devem fazer parte do seu entendimento, estão os seguintes:

Tickers

Assim como as ações de empresas de capital aberto, as ações de fundos imobiliários são identificadas no pregão por um símbolo ou ticker. Este código é composto por quatro letras maiúsculas seguidas do número 11 (XXXX11).

Portfólio

Os fundos podem investir em uma ampla variedade de negócios imobiliários – a escolha da estratégia de investimento e o conteúdo da carteira determinam o nível de risco e o retorno potencial de cada carteira.

Os riscos fazem parte de todo investimento e processo, cabe a cada investidor compreender cada risco através de suas ações de investimentos e até onde pode chegar considerando esses riscos.

Cotas

Assim como outros tipos de fundos, os ativos imobiliários são divididos em ações – que são o que os investidores obtêm quando investem em uma de suas carteiras. Os ganhos – seja por meio de distribuição ou avaliação – são calculados pelo número de ações.

Dessa forma, sendo trabalhado com porcentagens através da cota de cada um, podendo ser uma cota ampla em cada investimento, por exemplo parte da cota pode ser de alguns investidores e outra porcentagem ser de empresas, como uma empresa de tradução.

Valor mínimo

Na bolsa de valores, é possível investir em fundos imobiliários a partir de uma única ação. Isso significa que se o valor for inferior a 100 reais, você pode começar a investir dessa forma.

Com isso, não criando barreiras nesse processo de investimento, atendendo desde valores mais baixos de investimento até um valor inimaginável, gerando retornos através de cada um.

Rendimentos

Quem investe em fundos imobiliários incorre em dois tipos de custos. Por um lado, você tem que pagar por serviços administrativos e de gestão, como na construção de casas populares. Portanto, essas carteiras envolvem a cobrança de taxas de gerenciamento.

Por isso, você deve se atentar aos rendimentos e na forma como são feitas essas cobranças, justamente para que se entre no mercado se atentando aos riscos e todo o rendimento diante de cada passo.

Tributação

Uma das formas de retorno mais conhecidas e atrativas dos fundos imobiliários é a distribuição regular de renda. Por lei, eles devem distribuir sua renda pelo menos uma vez por semestre. Tornando-se uma fonte recorrente.

Desse modo, é vantajoso esse rendimento diante de um cenário positivo e de distribuição regular, sendo algo válido para justificar os investimentos e riscos durante esse investimento.

Após acompanhar e entender os conceitos que fazem parte do fundo imobiliário, e todo seu funcionamento diante de cada processo, veja a seguir o motivo do fundo imobiliário estar chamando atenção do mercado e qual a sua rentabilidade.

Popularidade do fundo imobiliário no Brasil

Nos últimos anos, os fundos de investimento imobiliário (FIIs) têm atraído muita atenção no mercado brasileiro. Eles incluem modelos de investimento coletivo focados no mercado imobiliário – seja comprando, vendendo ou alugando ativos físicos ou negociando títulos.

Essa popularidade se dá através de toda vantagem, e o quanto esses investimentos têm um potencial de crescimento cada vez maior, alcançando os mais diversos investidores, empreendedores e empresas, como exemplo uma empresa no ramo de automação elétrica industrial

Um dos principais motivos de interesse no FII no Brasil é a oportunidade de investir no mercado imobiliário sem ter que gastar todo o capital para comprar um imóvel. Assim, é uma opção mais prática de investimentos, visando lucros e um investimento positivo.

Saber quanto são os lucros em fundos imobiliários é fundamental, despertando o interesse em investir e conhecer todo esse mercado de investimento e suas características, conseguindo realizar o sonho de investir e render bons frutos através disso.

A lucratividade de um FII (chamado de dividend yield) é a razão entre o preço pago por cada ação comprada e a receita recebida. É isso que torna cada acionista diferente. Trazendo essa diferenciação para o meio e para os investimentos feitos.

Por exemplo, se uma empresa de serviço de automação comercial comprar ações por 100 reais e receber 50 centavos por ação, isso é um retorno de 0,50% ao mês, o que equivale a 6% ao ano. 

Em outras palavras, a renda do FII é exatamente a mesma para todos os titulares de cotas, mas a rentabilidade depende do preço que cada pessoa paga por cada cota adquirida. Variando conforme o valor do investimento e os riscos em torno de cada ação.

O que deve saber antes de investir em fundo imobiliário?

Você já deve ter ouvido falar que comprar um imóvel é um excelente investimento, porém, ter dinheiro para comprar um imóvel pode não ser a sua realidade e você nem precisa possuir todo o dinheiro. 

Ao investir em FII, é como se você estivesse investindo em imóveis, só que com muito menos dinheiro.

Para fazer os investimentos certos é necessário ter conhecimento e entender sobre as ações do fundo imobiliário, por isso confira o que deve saber antes de investir em fundo imobiliário.

  • Encontre seu perfil: há diversos fundos de investimento;
  • Liquidez: optar por fundos imobiliários com maior fundo de liquidez é fundamental;
  • Diversifique no processo: busque diversos meios diversificando entre eles;
  • Analise o preço: é importante observar o mercado para fazer os investimentos;
  • Análise do gestor: é preciso saber quem é o gestor.

Após acompanhar diversos processos, o quanto eles são fundamentais no dia a dia e em cada investimento, obtendo através de cada passo cada vez mais experiência, observe as principais vantagens do fundo imobiliário.

Vantagens do fundo imobiliário

Os FIIs continuam atraindo mais investidores, uma das tentações é o potencial de um fluxo constante de receita, já que esses fundos normalmente pagam dividendos mensais. Confira abaixo as vantagens de investir em fundos imobiliários:

Qualidade dos inquilinos

Além da exposição a projetos de grande porte, os investidores de FIIs também podem estar expostos a locatários com maior qualidade de crédito, que podem ser grandes instituições nacionais ou multinacionais e geralmente têm menor probabilidade de inadimplência.

Gestão profissional

A escolha de quais imóveis comprar ou vender, o momento certo para isso acontecer, quais inquilinos aceitar e como fazer eventuais renegociações e reajustes de aluguel – tudo isso fica por conta do gestor.

Liquidez

As ações podem ser negociadas na plataforma disponibilizada pela corretora, de modo que se um acionista quiser vender algumas ou todas as suas ações, ele pode vendê-las na bolsa de valores. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quer estar por dentro do mundo das finanças?

Assine a newsletter do Conexão Financeira.