Aprenda as melhores estratégias de gestão financeira para a sua empresa

Publicado por Bussiness Connection - 24/06/2022

Se você é proprietário de uma pequena empresa, provavelmente sabe que o segredo para o seu sucesso não é apenas o número de transações comerciais relacionadas com os clientes, mas também a maneira como você cuida da gestão financeira dos seus negócios. 

Ser proprietário de uma pequena empresa é seguir seus sonhos e tomar suas próprias decisões. Mas também se trata de gerenciar seu dinheiro com responsabilidade e manter um controle rígido de suas finanças. 

Por que se importar com a gestão financeira?

Qualquer empresário experiente diria a você que os primeiros anos de qualquer novo negócio são cruciais para seu sucesso a longo prazo, com muitos desafios a serem superados e lições a serem aprendidas.

Um desses problemas está no fluxo de caixa e uma gestão financeira mal administrada. 

Algumas empresas falham em planejar adequadamente seu desenvolvimento e o fluxo financeiro, seja por falta de conhecimento ou ao desconsiderar alguns aspectos importantes para uma gestão eficaz para a saúde financeira.

Além disso, algumas miram muito alto ou subestimam o potencial do negócio, o que também compromete o desenvolvimento financeiro e a aplicação de estratégias mais efetivas.

Assim, mais do que acompanhar os custos e pagamentos, é necessário verificar os potenciais de investimento, prever gastos, realizar um planejamento e detalhar qual o objetivo de desenvolvimento a longo prazo.

Para prosperar, é importante que você aprenda as melhores maneiras de reduzir seus custos e, ao mesmo tempo, fornecer o mesmo nível de qualidade com o uso de máquina de descascar fio de cobre manual e de outros equipamentos da linha para agilizar as tarefas, inclusive considerando a manutenção e a demanda do público.

O que gestão financeira significa para os negócios?

O gerenciamento de dinheiro envolve lidar com as finanças da empresa e definir metas, ter um orçamento prático, rastrear as despesas e receitas e tomar decisões inteligentes de investimento. 

Quando os proprietários de empresas têm planos financeiros inteligentes e optam por software de contabilidade, eles podem evitar períodos de fluxo de caixa negativos e sempre garantir que a empresa esteja no caminho certo para obter lucro, além de facilitar esse acompanhamento – reduzindo a necessidade de atenção constante de membros da equipe nessa fiscalização.

Se você não gerencia seu dinheiro com sabedoria, isso pode levar a problemas como ficar sem capital, não ter economias suficientes e pagamentos atrasados, prejudicar o desenvolvimento e até levar à falência.

Principais sugestões para gestão financeira

Se você deseja que o negócio funcione sem problemas, você deve ter dinheiro suficiente para cobrir todas as despesas necessárias.

1. Crie um orçamento e cumpra-o

Muitos empreendedores estão fadados ao fracasso porque ignoram o orçamento estabelecido no planejamento do negócio e no alinhamento mensal. 

Uma das maiores razões conhecidas é o fato de que é difícil estimar o que você gastará quando for novo no negócio e não tiver números de períodos anteriores para usar como ponto de partida. 

Ainda assim, é importante delimitar algo que não prejudique o negócio e ter uma margem para gerenciar com qualidade mesmo nos primeiros meses de atuação, prevendo o máximo de gasto possível.

Criar um orçamento é o primeiro passo na gestão financeira do seu negócio. Um orçamento é o modelo com o qual um empresário pode criar um belo edifício com uma base sólida.

O processo de criação de um orçamento para conserto de celular Samsung, por exemplo, o tornará mais cuidadoso sobre como você está gastando suas receitas e o que você pode fazer para melhorar o empreendimento a curto e longo prazo.

Depois de criar um orçamento aproximado, avalie como seus números reais se comparam às estimativas de orçamento em tempo hábil e faça as adequações necessárias.

Com o passar do tempo, seus orçamentos serão mais precisos e você poderá gerenciar seu dinheiro com eficiência.

2. Fique à frente de seus prazos

É importante que você esteja ciente de todas as contas vencidas, como:

  • Cartão de crédito corporativo;
  • Contas a pagar;
  • Empréstimos bancários;
  • Funcionários e fornecedores.

Uma vez ciente dos prazos, você saberá se tem dinheiro suficiente para pagar as contas. 

Se você não pagar suas contas em dia ou não souber quando elas vencem, você pode receber multas por atraso, juros adicionais, a pontuação do cartão de crédito comercial é reduzida e os relacionamentos com fornecedores podem azedar, o que prejudica o desenvolvimento a longo prazo.

Para evitar perder prazos cruciais, tente definir lembretes e estar em dia com seus prazos. 

Você pode começar registrando os pagamentos junto com seus prazos e dar prioridade a fazê-los em datas específicas, antes do vencimento e quando tiver dinheiro, mesmo que seja antecipado. Inclusive, isso pode se transformar em uma vantagem atrativa para os parceiros do negócio.

Outra opção é criar uma agenda online para ter um lembrete de pagamento consistente.

3. Acompanhe seus gastos

Se você não acompanhar seus hábitos de consumo, as contas vão se acumular, e essa é uma situação que deve ser evitada. 

Além disso, deixar de acompanhar seus hábitos de consumo levará ao uso indevido de fundos e gastos excessivos.

É fácil fazer pequenas despesas, como comprar caibro cedrinho para uma reforma pontual, mas no final do mês as despesas se somam. 

Se você não ficar de olho, as despesas se transformarão em uma conta pela qual você não está preparado para pagar. 

Ao decidir por acompanhar as despesas, é preciso levar em consideração os cheques não descontados.

Isso porque às vezes o beneficiário esquece de descontar imediatamente, e se você não acompanhar os gastos, acabará com taxas de cheque especial e uma conta em aberto.

Portanto, pegue livros contábeis ou ferramentas simples de contabilidade online para registrar todas as transações.

4. Mantenha seus negócios e fundos pessoais separados

Certifique-se de que suas contas comerciais sejam separadas das pessoais. Isso é crucial para uma gestão eficaz do dinheiro.

Além disso, o extrato bancário da empresa pode ser útil se você quiser acompanhar a margem de lucro da empresa em relação à prestação de serviços de usinagem terceirizada, por exemplo, além de reconciliar os livros e acompanhar seus hábitos de consumo.

Quando você mistura suas contas pessoais e comerciais, isso pode resultar em registros desorganizados que podem levar a gastos excessivos, não cumprimento de prazos de contas e perda de oportunidades de crescimento. 

Além disso, o controle se mostra mais complicado, e uma conta sempre será usada para suprir a outra.

O rastreamento de despesas e depósitos em fundos de negócios pode ser difícil; portanto, é sempre uma boa ideia manter as duas contas separadas. 

5. Corte custos para aumentar a receita

Existem duas regras com as quais você terá que viver se quiser maximizar suas margens de lucro com o negócio.

A primeira é diminuir suas despesas e aumentar sua renda. Se você achar que o gerenciamento de fundos de negócios é desafiador, terá de procurar maneiras de cortar custos e aumentar as receitas. 

A segunda é que, se você quiser cortar custos, terá que começar analisando suas despesas e eliminar quaisquer gastos desnecessários, como aprender como fazer licenciamento pela internet e dispensar o serviço de despachante.

Aumente a receita oferecendo descontos, promovendo e adicionando novos produtos à venda e criando programas de fidelidade, bem como identificando novas oportunidades de negócio e produtos.

6. Tenha uma reserva de caixa consistente

Você pode ler um milhão de dicas de gerenciamento financeiro, mas todas elas são inúteis se você não as aplicar ao seu negócio adequadamente.

Quando você aplica dicas de gerenciamento de dinheiro às suas finanças, também pode melhorar seu fluxo de caixa. 

No entanto, situações inesperadas podem ocorrer e você precisará cobri-las com suas despesas de emergência. 

Sendo assim, é crucial que os empresários tenham uma reserva de caixa que os ajude a gerenciar o dinheiro sempre que houver uma emergência, como a necessidade  de conserto de chave canivete de um veículo da empresa.

Você pode começar a gerenciar uma reserva de caixa iniciando uma conta empresarial ou investindo em um software de gerenciamento de dinheiro.

Certifique-se de fazer depósitos regulares na reserva de caixa, e deixar essa reserva de emergência unicamente para situações focais.

7. Coloque seu dinheiro de volta no negócio

Se você está administrando ou tentando expandir um pequeno negócio, há 2 aspectos que você precisa saber sobre gestão financeira e como administrar o dinheiro.

A primeira é pagar a si mesmo (reinvestir no negócio ou realizar cursos para aprimorar o gerenciamento) e a segunda é ter mais dinheiro que possa ser reinvestido no negócio para mantê-lo.

Suas alocações de lucros e despesas podem ser usadas para investir no desenvolvimento e marketing do seu negócio, ou verificar o preço para instalar ar condicionado com um fornecedor acessível para melhorar o ambiente para os colaboradores, promovendo mais motivação.

A ideia principal por trás dessa técnica de gestão financeira é utilizar cuidadosamente o dinheiro, sendo principalmente para expandir os negócios, guardar uma parte para o futuro e alocar alguns para fundos de emergência.

8. Tempo é igual a dinheiro

Com novos negócios, geralmente há uma pessoa ou uma equipe de poucas pessoas que cuidam de diversos processos e atividades.

Seja marketing e vendas, contabilidade e design de produtos, transporte ou atendimento ao cliente para gestão de obras na construção civil, cada membro da equipe se desdobra e executa as tarefas – considerando alguns limites em função.

À medida que o negócio empresarial cresce, você deve estar ciente de quais tarefas você se destaca e onde não é necessário. Com isso, é possível terceirizar algumas tarefas que não impactam na atividade final.

Por exemplo, você pode contratar alguém para manter seus livros em ordem ou lidar com e-mails e outras tarefas rotineiras. Isso permitirá direcionar seu foco em tarefas nas quais você é bom e que sejam cruciais para o negócio.

9. Organize seu fluxo de caixa

Ao iniciar seu negócio, acompanhe todas as receitas e despesas desde o primeiro dia, mesmo que a maioria dos seus números sejam zero.

É fácil deixar a gestão financeira da sua empresa ficar para trás quando você está focado em outras atividades que precisa fazer para a empresa decolar. Mas ficar no topo de sua contabilidade é incrivelmente importante para otimizar os resultados e saber o que é crucial.

Você ficará grato por ter dedicado tempo para configurar suas finanças e se organizar na hora dos impostos quando sua empresa crescer a ponto de precisar entregar as tarefas diárias de contabilidade para outra pessoa.

Conclusão

O mundo dos negócios ao qual você e sua empresa estão inseridos pode ser sobre a criação de ótimos produtos e serviços para o mercado consumidor, mas se não existe uma gestão financeira adequada e não consegue pagar as contas, isso é um problema.

Dessa forma, é preciso entender todos os números financeiros, taxas e impostos, e contar com mão de obra especializada, como profissionais do setor da contabilidade, para seguir no caminho para o sucesso. 

Assim, é importante que você gerencie seu dinheiro com sabedoria e construa um negócio saudável e que beneficie também os seus clientes, funcionários, fornecedores, parceiros comerciais e, mais importante, todo o seu esforço. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quer estar por dentro do mundo das finanças?

Assine a newsletter do Conexão Financeira.

Receber Cotação