Como Fazer Investimentos no Exterior Morando no Brasil?

Equipe Conexão Financeira - 04/06/2021

Já pensou em fazer investimentos no exterior? Pois saiba que essa é uma excelente alternativa para ter maior rentabilidade e menos riscos. 

Ainda mais se levarmos em consideração que a taxa SELIC atualmente está em 2,75%, o que afeta as aplicações financeiras no Brasil.

Neste artigo, você vai saber mais sobre como investir no mercado financeiro internacional, as vantagens e as desvantagens desse tipo de investimento e muito mais. Acompanhe!

Quer fazer investimentos fora do Brasil? Então confira como a Conexão Financeira pode te ajudar nesse processo com tranqüilidade e segurança!

Investimentos no Exterior: O Que São?

O investimento no exterior é uma estratégia adotada por muitos investidores que desejam diversificar ativos em outros países, além do Brasil.

Há diferentes tipos de investimentos fora do Brasil, como por exemplo fundos, BDRs (Brazilian Depositary Receipts), ETF (Exchange Traded Funds) e COE (Certificado de Operações Estruturadas).

No decorrer do artigo, você vai conhecer mais sobre cada uma das modalidades para determinar qual a melhor opção para você.

Quais as Razões para Fazermos Investimentos no Exterior?

Uma das principais razões para realizar investimentos no exterior é a possibilidade de aumentar a rentabilidade do seu dinheiro e as suas possibilidades de investimentos.

Isso porque, atualmente, a taxa SELIC do Brasil está em 2,75%, já a inflação fechou 2020 em 4,52%. 

Ou seja, quem investe em renda fixa, como por exemplo poupança, tesouro direto e CDI, teve um rendimento menor que a taxa da inflação no ano anterior. O que representa perda de dinheiro!

Proteja o seu patrimônio de riscos ligados ao próprio país, através dessa diversificação de carteira. Evite obstáculos como crises econômicas e políticas, por exemplo, que ocorrem frequentemente no Brasil. 

Outra grande vantagem é ter acesso a aplicações diversas e mais rentáveis, além da segurança de investir em mercados com moedas fortes e economias sólidas.

Quem Pode Investir Fora do Brasil e Quais São os Riscos?

principais-formas-de-investir-no-exterior

É possível que qualquer pessoa, física ou jurídica, invista fora do Brasil. Por ser um mercado totalmente novo para você, no entanto, pesquise, analise o mercado e tenha cautela ao realizar esse tipo de investimento.

O principal risco que envolve transações internacionais é a variação da taxa cambial. Além disso, também é necessário levar em consideração os riscos de mercado, os de crédito, os de liquidez e os políticos de cada país em que você pretende investir.

Conte com o auxílio de empresas especializadas em investimentos para ter mais segurança ao aportar valores internacionalmente.

Esses profissionais possuem experiência no segmento e conhecem estratégias que vão te direcionar sobre opções de aplicação, os riscos, a rentabilidade e os momentos oportunos para investir.

Quais as Principais Formas de Investimentos no Exterior?

Existem diversas aplicações no mercado financeiro internacional que são práticas e não exigem altos investimentos. Conheça as principais:

Fundo de Investimento

Essa é a maneira mais simples de investir internacional. É também a mais indicada para iniciantes, pois não é necessário enviar seu dinheiro para fora do país. 

Os fundos são nacionais, porém compostos por ativos estrangeiros. A porcentagem do patrimônio que será destinada aos ativos internacionais depende do valor que você possui em suas aplicações e das políticas previamente definidas.

BDR

Os BDRs (Brazilian Depositary Receipts) são certificados que representam ações de empresas estrangeiras, como Apple, Google e Ebay. Esses investimentos são negociados na B3 (bolsa de valores do Brasil).

Porém, o investidor não investe diretamente na ação em si, mas em títulos representativos que possuem rentabilidade atrelada à ação. As ações realmente existem no exterior e os títulos ficam depositados e bloqueados por um custodiante.

A desvantagem é que geralmente cobra-se mais taxas do investidor, o que diminui a rentabilidade.

ETF

Os ETFs (Exchange Traded Funds) são índices de ações estrangeiras adquiridos através do pregão da B3, a Bolsa de Valores.

Eles replicam a carteira de um determinado índice da bolsa de valores, como por exemplo o S&P 500, que é a principal referência do mercado financeiro dos Estados Unidos.

A vantagem é o funcionamento simples, já que basta escolher um índice para investir, sem necessidade de analisar ação por ação. 

COE

Já os COE (Certificados de Operações Estruturadas) possuem características de renda fixa e variável e envolvem pagamento de juros e derivativos.

Por meio desses certificados, você pode investir no exterior de forma diversificada. É possível combinar investimentos em ações, ouro e moedas estrangeiras, por exemplo.

Outra vantagem é que conta com um sistema que protege o valor nominal. Assim, mesmo que o investidor sofra com perdas nos ativos, poderá garantir o valor aplicado inicialmente.

Quais São os Impostos Para Esse Tipo de Investimento?

Cada tipo de investimento no exterior está sujeito a impostos diferentes. Veja:

  • Fundos de Investimento: fundo em ações são tributados em 15% sobre os ganhos, já renda fixa e multimercados seguem a tabela regressiva do Imposto de Renda (alíquotas de 22,5% a 15% sobre os ganhos);
  • BDR e ETF: 15% sobre o ganho obtido nas negociações;
  • COE: tributados pela tabela regressiva do Imposto de Renda, com alíquotas de 22,5% a 15% sobre os ganhos, dependendo do tempo da aplicação. 

Vantagens e Desvantagens de Fazer Investimentos no Exterior?

vantagens-e-desvantagens-investimentos-fora-do-brasil

Investir fora do Brasil tem várias vantagens. Podemos citar, por exemplo, o acesso a novas possibilidades de investimentos e a diversificação da carteira. Além, claro, de ter mais chances de obter um melhor retorno financeiro.

Além disso, também gera a possibilidade de investir em mercados aquecidos, em países com economias estáveis como os EUA e a Europa por exemplo. Permite, também, aproveitar a valorização de moedas estrangeiras em relação ao real.

A principal desvantagem são os riscos, assim como em qualquer investimento. Estude e analise bem os mercados antes de aplicar qualquer valor internacionalmente.

Quer investir fora do Brasil? Então confira como a Conexão Financeira pode te ajudar nesse processo com tranqüilidade e segurança!

Conclusão

Direcionar parte dos seus recursos com investimentos no exterior permite primeiramente diversificar sua carteira, mas também ter acesso a novas oportunidades para conseguir melhores rendimentos. Garanta mais segurança para seu patrimônio!

Antes de realizar qualquer movimentação, no entanto, avalie a situação econômica do país. Analise, primeiramente, a política de mercado e a rentabilidade dos investimentos. Verifique, além disso, os custos envolvidos e a liquidez das operações analisadas. 

ATENÇÃO!!! Não somos uma instituição financeira e nem oferecemos produtos financeiros pelo site, e-mail ou WhatsApp. Fique atento a golpes! Caso receba alguma mensagem solicitando depósitos e usando a nossa marca, denuncie e bloqueie o número imediatamente.
Close Bitnami banner
Bitnami