Entenda o que é Open Banking e Open Finance e suas vantagens

Publicado por Lucas Avila - 08/04/2022

A era do compartilhamento de dados tem se destacado cada vez mais diante do público, possibilitando facilitações e recursos importantes em todo o processo de compartilhamento de dados. Com essas inovações o Open Banking e Open Finance surgiram com o intuito de revolucionar e impactar ainda mais o público.

Essas ferramentas carregam consigo diversas vantagens e motivos para que o seu uso se propague diante de diversos meios, assim gerando ainda mais competitividade entre bancos para que se tenha a atenção e popularidade da população.

Dessa forma, as ferramentas e inovações que surgem possibilitam ainda mais praticidade e facilidade em processos até então conhecidos, ganhando mais força e alcançando desde uma empresa de capital de giro para mei, até as mais diversas empresas que compõem o mercado.

Com essa propagação e benefícios no uso dessas ferramentas, o impacto com o seu uso promete ser frequente entre o público, impactando positivamente os meios e cada pessoa. 

Por isso, entender o funcionamento e tudo sobre essas ferramentas é fundamental, se antecipando e se preparando para o uso e possibilidades que essas ferramentas proporcionam para o público.

Veja a seguir o que são cada uma dessas ferramentas, suas características e como é importante entender o seu funcionamento.

O que é o Open Banking?

O Open Banking basicamente é o compartilhamento de dados entre bancos e as redes financeiras de todo o país, essa facilidade proporciona o uso das informações dos seus clientes em outros bancos e instituições.

Dessa forma, facilitando os processos de abertura de conta e da solicitação de crédito em outros bancos e instituições, agilizando um processo que até então demandava esforço e tempo para a sua realização.

Assim, como exemplo uma pessoa que trabalha com o desenvolvimento de software e já tem suas informações em um banco usado há anos, com o Open Banking ao ter o desejo de abrir conta em outros locais as informações e condições vão ser praticamente as mesmas, utilizando esse recurso no processo.

Com isso, proporcionando praticidade em um processo complexo, gerando possibilidades de negócios em outros bancos, através das informações e do histórico financeiro de cada um.

Essas informações são disponibilizadas com o conhecimento e permissão do cliente, afinal o consumidor é o principal detentor das suas informações, visando justamente se adequar e colher os frutos dessa praticidade.

Ao entender o que é o Open Banking e o quanto essa ferramenta trará facilidades e ainda mais praticidade, acompanhe o que é o Open Finance e suas funcionalidades.

O que é o Open Finance?

O Open Banking traz sua abordagem não somente em bancos, mas em todo o universo financeiro, contemplando todos os serviços relacionados, gerando possibilidades infinitas através desta facilidade.

O Banco Central considera mudar o nome do Open Banking para Open Finance, já que ele aborda processos do Open Banking e vai além, trazendo todos serviços financeiros para essa ferramenta.

Com isso, o objetivo do Open Finance é transformar os mais diversos serviços do universo financeiro do país, mudando estratégias e formas até então conhecidas, buscando ir além e facilitar ainda mais.

Assim, possibilitando melhores soluções ambientes para os meios mais distintos que fazem parte do mercado, facilitando esse processo desde uma consultoria de TI para pequenas empresas até corretoras e companhias de câmbio.

Acompanhe a seguir como é feito o funcionamento de ambas as ferramentas e qual a diferença com os bancos digitais nesse processo de implantação.

Como funciona o Open Banking?

O funcionamento do Open Banking se dá através do compartilhamento dos dados de cada pessoa de uma forma completa no sistema financeiro, proporcionando essa independência sobre os dados de cada um, determinando o uso e o compartilhamento em todos os locais de preferência.

Através desse compartilhamento, o oferecimento do banco e dos créditos ideais para cada pessoa se mostra totalmente eficiente, entendendo o histórico e carregando as diversas informações que fazem a diferença nesse processo.

Assim, tendo desde informações como os pagamentos e todo o histórico de contas e dívidas de cada consumidor, até informações como o local de trabalho, como exemplo em uma empresa de serviços de licenciamento ambiental.

Por isso, optar pelo uso dessa ferramenta, disponibilizando informações em bancos e instituições financeiras é algo extremamente proveitoso, gerando vantagens e praticidade em processos complexos e que demandam tempo.

Como funciona o Open Finance?

O Open Finance contempla todos os serviços financeiros e seus recursos, gerando mais facilidade desde planos para a previdência até fundos de investimento, sendo uma ferramenta ampla e vantajosa.

Por isso, o seu funcionamento não se dá apenas em bancos, mas abordando todas as instituições financeiras e o mercado que compõem esse ramo, gerando facilidades desde empresas de sistemas até uma empresa de materiais esportivos.

Essa ferramenta tem em sua característica justamente disponibilizar serviços e funções diferenciadas para diversos públicos, que até então não tinham acesso a esses recursos, oferecendo o melhor para cada consumidor.

Dessa forma, o Open Finance se mostra eficiente e vantajoso em todas as suas facetas, melhorando aspectos até então pouco utilizados e pouco conhecidos pelo público, disponibilizando essa facilidade em todo o mercado.

Ao entender o funcionamento das ferramentas e como o seu uso se mostra eficiente, veja a seguir as vantagens de ambos, tanto para pessoas físicas quanto para as instituições.

Vantagens do Open Banking e do Open Finance

Ambas as plataformas possibilitam um impacto e uma melhoria em diversos processos, permitindo que o público tenha acesso a informações e serviços até então utilizados por poucos.

Dessa forma, possibilitando uma grande vantagem em torno dos meios e empresas, gerando uma facilidade desde um serviço de contabilidade, até pessoas físicas em suas vidas e funções.

Benefícios para os clientes

Essas ferramentas proporcionam vantagens tanto para pessoas físicas quanto pessoas jurídicas, sendo elas:

  • Autonomia sobre os dados: o consumidor passa a ter autonomia no processo;
  • Aumento da oferta: melhores produtos são oferecidos para os clientes;
  • Maior transparência: se tem conhecimento sobre onde estão suas informações;
  • Rapidez: se tem mais facilidade e agilidade em cada processo;
  • Novos produtos: novos produtos surgem através desse uso e adaptação;
  • Dinamização: os processos financeiros se mostram mais eficientes;
  • Novos negócios: existe uma conexão e interação maior com o público;
  • Melhora dos serviços: com esse crescimento, as empresas mostram melhor preparo;
  • Portabilidade de relacionamento: as instituições têm mais contato entre si;
  • Expansão dos negócios: se tem um crescimento e uma melhora.

Dessa forma, essas ferramentas mostram o quanto essa troca entre os cliente e as instituições financeiras são eficientes e boas para ambos os lados, mostrando de fato o quanto essas ferramentas surgem para impactar os processos, pessoas e empresas de diversos meios.

Com isso, veja a seguir qual a diferença entre o Open Banking, o Open Finance e o PIX, entendendo o funcionamento e importância de cada uma dessas ferramentas.

Qual a diferença entre Open Banking, Open Finance e o PIX?

Em relação à diferença entre o PIX, o Open Banking e o Open Finance, pode-se dizer que é muito fácil de entender.

Embora ambas sejam soluções destinadas a melhorar os serviços financeiros disponíveis para os consumidores, o PIX é simplesmente uma solução bancária que facilita as transações entre contas e pagamentos instantâneos que podem ser feitos a qualquer dia ou hora.

Uma ferramenta para transações entre contas utilizada como meio de pagamento. Ele é exatamente isso em torno do mercado financeiro, tendo seu surgimento com muita popularidade e propagação.

Assim atendendo e facilitando os processos, desde uma empresa de consultoria de importação e exportação, a pagamentos em comércios e lojas por todo o país.

De forma diferenciada, o Open Banking e Open Finance funcionam como um sistema financeiro totalmente aberto no qual são padronizados o compartilhamento de dados, a iniciação de pagamentos e o encaminhamento de propostas de operações de crédito, tudo com o consentimento dos clientes.

Com isso, abordando não só um meio ou função, mas facilitando praticamente todo o mercado e suas práticas até então conhecidas, se caracterizando justamente por sua amplitude e atendimento.  

Dessa forma, sendo uma espécie de assessoria contábil, tendo acesso e controle de diversas informações financeiras do público, gera mais recursos e serviços para cada um.

A partir daí, o PIX pode se tornar uma solução de pagamento incorporada em um ecossistema de banco aberto, facilitando transações diárias e simples.

Como você pode ver, o Open Banking e o Open Finance são soluções que com certeza ajudarão muito em diversas frentes, por exemplo no consumo da população brasileira, na facilidade de contato de consumidores, instituições e muito mais.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quer estar por dentro do mundo das finanças?

Assine a newsletter do Conexão Financeira.