Qual a importância da arrecadação do simples nacional?

Publicado por Ana Paula Saldani - 18/02/2022

A quantidade de impostos que devem ser pagos pelas pequenas e médias empresas é, sem dúvidas, desanimador. Muitos empreendedores acabam desistindo de investir em seus sonhos pela tamanha burocracia e custo.

Com a criação do documento de arrecadação do Simples Nacional, no entanto, o governo pode ter controle mais justo de todos esses tributos e impostos.

No conteúdo de hoje você conhece um pouco mais sobre esse tema e descobre a sua importância para a sua empresa. Aproveite e boa leitura!

Documentação

Documento de Arrecadação do Simples Nacional se trata de um documento que reúne as informações de impostos pagos por empresas que possuem o Simples nacional.

No portal do Simples na internet, é possível achar um aplicativo que gera este documento de forma automática, onde você apenas entra com os dados e ele fará o trabalho de organizar todas as informações.

Este documento será gerado uma vez por mês, visto que o imposto é calculado e pago todo o mês pelas suas atividades realizadas dentro da empresa.

Este documento comprova toda a sua renda mensal, e é através deste que é comprovado que a sua renda anual alcança, no máximo, o teto definido para que uma empresa pertença ao Simples.

Se encaixando no Simples Nacional

Para que uma empresa possa pertencer ao Simples Nacional, é necessário que esteja dentro dos padrões do mesmo. Por se tratar de um benefício para empresas de micro ou pequeno porte, ele demanda algumas exigências, tais como:

  • Caso a empresa seja uma Microempresa (ME) o valor de faturamento desta deve ser igual ou inferior a R$ 360.000,00 por ano;
  • Se a Empresa for de Pequeno Porte (EPP) esta deve possuir um faturamento que seja superior a R$ 360.000,00 até R$3.600.000,00 por ano;

A empresa que exceder estes valores, ela será excluída do Simples Nacional, uma vez que esta tem o rendimento de uma empresa de Médio Porte e, pela lei, deve ser taxada como tal.

Empresas que já são de Médio ou Grande porte são inaptas a adquirir este benefício, visto que estas podem arcar com suas próprias dívidas sem qualquer auxílio governamental.

Quais tributos estão inseridos

Por se tratar de um benefício único que aborda diversos tributos que devem ser pagos para o governo, é interessante saber para o que você está contribuindo. Os impostos arrecadados dentro do simples nacional são:

Contribuição

  • Social sobre o Lucro Líquido – CSLL;
  • para o Financiamento da Seguridade Social – COFINS;
  • PIS/PASEP;

Impostos

  • Imposto de Renda Pessoa Jurídica – IRPJ;
  • Produtos Industrializados – IPI;
  • Serviços de Qualquer Natureza – ISS;
  • Circulação de Mercadorias – ICMS;

Cada um destes constará no Documento de Arrecadação do Simples Nacional, constatando sua conformidade com todas as obrigações sociais  que a empresa deve pagar.

Regularizando

É fundamental que todas as empresas cumpram com o pagamento de seus impostos para evitar problemas com a prefeitura e assim consigam realizar suas atividades normalmente.

Se você possui uma pequena empresa, procure saber quais são os impostos para MEIs para manter-se em dia com o governo e não precisar se preocupar com dívidas.

Dívidas estas que devem ser pagas sem qualquer atraso, visto que qualquer problema posterior à negociação impedirá o proprietário de fazer uma nova proposta. Por isso, ao se reavaliar dívidas, tenha noção da sua condição financeira atual para que os pagamentos sejam feitos todos em seus conformes.

Empresas que não regularizarem a sua situação em relação ao simples nacional serão punidas com a exclusão do benefício, tendo que arcar com todos os impostos em seus valores integrais.

Documentação de arrecadação do simples nacional comprova seus tributos

Em caso de qualquer problema posterior que a empresa tenha em relação ao governo ou com a propriedade do local em questão, será necessária a apresentação da Documentação de Arrecadação do Simples Nacional.

Além, de claro, o registro do local e o CNPJ da empresa. Estes e mais outros registros comprovaram a sua posse do local e lhe garantiram todos os seus benefícios, assim como os da empresa.

Este é um fato importante de ressaltar para aqueles que possam vir a sofrer qualquer penalidade irregular que possa acontecer. E acredite, ocorre com grande frequência.

Sempre é bom estar precavido de todas as situações que podem aparecer, principalmente problemas legais com a prefeitura. Quando somos empreendedores, a última coisa que procuramos é problemas, ainda mais com multas.

Documentação é tão importante quanto o próprio Simples

Este documento comprova o seu compromisso com o Simples Nacional, assim como a efetiva efetuação dos pagamentos de impostos e outras despesas obrigatórias da empresa.

Além de que pode evitar diversos problemas com a prefeitura, impedindo que você seja excluído do benefício.

Quer estar por dentro do mundo das finanças?

Assine a newsletter do Conexão Financeira.